filmes, livros

On the Road no Cinema?

Em 1967, o escritor americano Russell Banks teve a oportunidade de conhecer nada mais, nada menos que Jack Kerouac – o pai da geração beatnik e autor de uma das obras mais marcantes do século 20: On the Road (ou Pé na Estrada na tradução brasileira). Um amigo de Banks havia dado carona a Kerouac e dois índios que o acompanhavam. Os três apareceram em uma festa promovida por outro amigo de Banks, e foi nessa festa que o então jovem escritor e ativista teve contato com seu herói. Nas palavras dele “Kerouac estava mentalmente doente e com sérios problemas relacionados ao álcool e era triste ver um herói se comportando como um homem mortal”. Mal sabia Russell Banks, que anos depois ele seria o quarto roteirista responsável em transpor a obra prima de Kerouac para o cinema. Francis Ford Coppola havia comprado os direitos de On the Road, ainda em 1968, quando era apenas um jovem promissor cineasta. Mas o que parecia ser um sonho a ser concretizado acabou se transformando em uma lenda de 40 anos de idade, já que a película nunca saiu do papel. Em 1997, Coppola disse a um jornalista que a intenção dele era filmar em 16mm em preto e branco, mas que ele não havia conseguido dinheiro suficiente para rodar o projeto. O roteiro passou na mão de outros três roteiristas antes de chegar às mãos de Russell Banks, que chegou a entregar o mesmo para Coppola, que por sua vez havia gostado do que leu. Mas o filme ainda estava longe de acontecer.

Ultimamente a carreira cinematográfica de Coppola tem sido escassa e longe da relevância das décadas anteriores. Hoje o diretor parece muito mais preocupado com a produção dos vinhos na sua vinícola na Califórnia do que com a superprodução de longas-metragens hollywoodianos. Mas isso tudo pode mudar, já que nesse ano Coppola convocou o diretor brazuca Walter Salles para encabeçar a produção de On the Road, ao lado do seu antigo parceiro de Diários de Motocicleta, o roteirista Jose Rivera. Walter Salles já chegou até a percorrer todo o caminho retratado nas palavras de Kerouac, como forma de se aprofundar na famosa história beatnik. Claro que os tempos são outros, e toda aquela inocência americana dos anos 50 agregada a um sentimento de liberdade já não existem mais.

A questão é que depois do anúncio do nome brasileiro para a direção do filme, muita gente torceu o nariz se perguntando se Salles seria o homem ideal para capturar nas lentes aquelas sensações tão bem descritas no livro de Kerouac.  Pessoalmente tenho minhas dúvidas. Diários de Motocicleta é sim um grande filme, porém não acredito que as aventuras do jovem Che Guevara se aproximem das loucuras de Dean e Sal, tão pouco o tom da película, claramente mais dramático e socialmente “engajado” – coisas que não caem muito bem na obra de Kerouac.  Antes do brasileiro, Coppola havia entregue o projeto a Joel Schumacher (autor das piores versões de Batman e aficionado por cenas de ação). Graças ao bom deus, isso não se concretizou. Agora é a vez de Walter Salles. Por favor, espero que você me surpreenda. E Coppola, dessa vez esse projeto tem que sair. Os fãs agradecem.

Anúncios

3 comentários sobre “On the Road no Cinema?

  1. Talvez a decepçao de ver um Jack Kerouac seja esperar menos um homem mortal do que um herói. Um herói e ele nao tinha uma causa, apenas procurou viver intensamente, só isso. Ao menos eu vejo seu valor nisso: viva, nao siga.

  2. Se eu nao me engano ate o jim jarmush foi convidado para fazer a direção. E se nao me engano até o Johny Depp escalado para atuar como Sal Paradise.
    Fico muito curioso para ver a mão do Walter Salles no on the road. Principalemente por ser um livro que fala tanto dessa geração americana, dessa influencia que os beatniks exerceram sobre a juventude da epoca e sendo dirigida por alguem de fora. Parece estranho pra mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s