pseudojornalismo

Fila de Banco ou Teste de Paciência Nível 3

Filas de banco estão entre as três atividades que mais demandam paciência e controle mental do cidadão brasileiro. Coloque nessa lista os atendimentos das empresas de celular e atendimentos para cancelamentos de cartões da C&A ou Renner e você tem as três piores coisas (na ordem que desejar) para se fazer depois do almoço. Esses atendimentos costumam ser inversamente proporcionais ao tempo que você acredita que levará para efetivamente ser atendido e sair dali com seu problema resolvido.

A maior parte dos bancos é composta por três ou quatro caixas ou guichês. Um deles está destinado ao atendimento de gestantes, idosos e pessoas com problemas físicos. É ali que está o primeiro perigo. Quando você menos espera (na verdade quanto mais você espera), velhinhos e velhinhas começam a aparecer, deixando esse caixa inabilitado para as outras 50 pessoas que como você, aguardam esperançosamente o momento de serem atendidas. À medida que você avança em passos de tartaruga, você percebe que o cara que está na sua frente carrega um pacote nas mãos, provavelmente com milhares de contas e cheques para compensar. Você respira fundo, olha para um dos caixas e percebe que ali já está outro cara com um pacote semelhante, descontando cheques e contas desde que você chegou na agência, há mais ou menos uma hora atrás. Respira novamente e lembra que você só está ali para sacar os 54 reais e 15 centavos restantes na sua conta, que aliás, você está fechando naquele momento, justamente para nunca mais ter que enfrentar filas como aquela, pelo menos não naquele banco.

Atrás de você está um sujeito de trinta e poucos anos jogando alguma coisa em seu celular. Atrás dele está outro rapaz, ouvindo seu mp3 player. É nesse momento que você se pergunta o porquê de não ter trazido qualquer passatempo idiota como aqueles. Durante o tempo de espera, você poderia ter terminado de ler aquele livro que há meses está se arrastando para terminar ou aquela revista nova com umas reportagens bacanas sobre qualquer assunto inútil que você costuma se interessar.

Aquele cara que tenta bater o recorde mundial de contas a serem pagas em um único dia útil conseguiu fazer com que faltasse papel na bobina do bancário. Mais dois minutos até trocar essa porra, você pensa.  Quando você menos espera, o caixa do meio se retira num possível sinal da sua folga ser justamente naquele horário. Paciência amigo, muita calma nessa hora. Falta pouco. Lembre-se que bancos estão entre as instituições que menos lucram no mundo (atrás da Igreja Católica, companhias de telefone e a Petrobrás talvez). Por isso, eles têm todos os motivos do mundo para empregar poucos funcionários, fazendo você, um mero cliente, esperar horas para um simples atendimento. Lembre-se também que caso você consiga passar nesse teste de paciência, você já estará habilitado para fazer parte daquele grupo de yoga ou daquele curso de meditação transcendental que o David Lynch tentou vender aqui no Brasil.

Anúncios

4 comentários sobre “Fila de Banco ou Teste de Paciência Nível 3

  1. Como a Igreja Católica lucra “menos” hoje em dia? Eu nunca recebi um dízimo em casa para pagar depois pelo fato de ser católico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s