Dicas Musicais

Descobrindo um Bêbado Talentoso

Todos os grandes artistas têm discos igualmente grandes e aclamados pela crítica especializada. Porém normalmente esses discos não são para marinheiros de primeira viagem. Apesar da qualidade indiscutível e de representarem as melhores fases de seus artistas, eles nem sempre são bem vindos quando escutados por alguém “não iniciado”. E foi justamente isso que aconteceu comigo ao escutar “Swordfishtrombones”, considerado um dos melhores discos de Tom Waits. Havia meses que eu ouvia falar desse sujeito estranho de voz rouca e que compunha canções estranhamente lindas.

A oportunidade veio após uma recomendação de um amigo do tipo: “Você quer conhecer Tom Waits?”, e em seguida: “Ouça Swordfishtrombones”. Não consegui decorar o nome do disco, mas fui atrás e consegui encontrá-lo. Passados os acordes iniciais e alguns versos, minha primeira impressão não era das melhores, mas minha curiosidade para entender e conhecer mais sobre esse cara permaneceu intocável. E foi essa curiosidade que fez com que eu encontrasse discos primorosos como “The Heart of Saturday Night”, “Rain Dogs” e até uma coletânea de antigas canções entitulada “The Early Years”.

Após conhecer o início da carreira de Tom Waits (representado principalmente pela coletânea The Early Years), pude compreender um pouco mais o que havia de tão diferente e especial em um cara considerado por alguns como sendo apenas um bêbado de boteco sujo. Sua voz, cada vez mais deteriorada com o tempo, realmente nos remete a esse tipo de personagem, mas Tom Waits transforma isso em algo a seu favor, criando uma atmosfera demasiadamente humana. Sua sensibilidade transparece em suas letras que versam sobre os mais diversos temas: solidão, amores perdidos, religião, política, com espaço ainda para um surrealismo extremamente original. Sua música acompanha cada sentimento cantado, pontuando e complementando os temas apresentados. A cada disco que escuto, Tom Waits me surpreende, me fazendo prestar ainda mais atenção no seu trabalho, mesmo que esse seja feito junto a um piano sujo em um barzinho com meia luz vermelha e com prostitutas bebendo martinis em mesas vazias.

* Escrito em 2007

[ Clique aqui para fazer o download ]


Anúncios

Um comentário sobre “Descobrindo um Bêbado Talentoso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s