poesias

Aleijado Absoluto

Corte seu cabelo
Fique careca
Corte sua unhas
Arranque-as para fora
Corte seus dedos do pé
Corte seus pés
Corte seu nariz
Corte suas orelhas
Corte suas cordas vocais
Corte seus olhos
Arranque suas córneas para fora
Corte seus pulsos
Corte suas mãos
Se precisar, peça pra alguém cortá-las pra você
Peça pra cortarem suas pernas e seus braços também
Respire um pouco

Corte seu sobrenome
Corte seu nome
Corte seu CEP e seu telefone
Corte seu signo e seus números
Corte sua história
Corte seus sonhos
Corte seu país e seus pais
E a família deles também
Corte seus filhos, irmãos, amigos, chefes, professores, cachorros, gatos e periquitos
Respire mais um pouco

Corte suas convicções
Corte seus preconceitos
Deixe de lado seus raciocínios pré-fabricados
Arranque-os pra fora junto com suas córneas e suas unhas
Corte seu orgulho, sua imagem e seu ego
Corte seu pudor, suas angústias, seu rancor
e sinta toda essa dor que você criou
Sozinho.

Respire fundo e…
Viva!

igor moura/nov/2010

 

Anúncios

6 comentários sobre “Aleijado Absoluto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s