contos

A Copacabana Que Faz Frio

Nessa Copacabana faz frio. E haja chicha pra esquentar esse povo!

O barco pra Ilha do Sol sai pela manhã. E esse frio,  quando sai? Dizem que aqui faz muito sol e calor, mas só lá por setembro. No Brasil em setembro chove e em Copacabana também. Nessa Copacabana a princesa vem do lago. E que lago! Dizem que é o maior do mundo nessas alturas e talvez isso explique o frio que faz.

As barcas aqui seguem atrancadas. Sem turistas elas seguem paradas. Amanhã entro em uma delas. “Me levem para a Ilha do Sol!”, eu lhes direi e assim, deixarei o frio para trás e seguirei em busca de um lugar que faça sol e se possível, sem tantos turistas.

Que nada! Encontrei um atalho, basta ir no alto daquele calvário que o sol aparece! De qualquer jeito amanhã quero conhecer essa ilha…

Copacabana, do alto do Calvário, fevereiro de 2011

Anúncios

3 comentários sobre “A Copacabana Que Faz Frio

  1. Até a outra ponta eu andei.
    Até a outra ponta eu resmunguei.
    Até a outra ponta eu catei.
    Até a outra ponta eu pintei.
    Até a outra ponta eu pensei.
    Na volta eu chorei.

    E depois te encontrei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s