pseudojornalismo

Eleições (do Síndico, do Prefeito e de Chávez)

Aqui na cidade, assim como tantas outras do país, estamos caminhando para um segundo turno. O candidato do governador, e dos milhões de partidos e apoios, ficou de fora, mesmo com a tal pesquisa eleitoral, divulgando que estava na frente.

Paralelamente recebo uma carta embaixo da porta convocando a todos os condôminos para a eleição de um novo síndico. E por novo, não quero dizer exatamente isso, pois uma das candidatas à reeleição é uma senhora que está no poder há pelo menos vinte anos. Não pude conter minha alegria com tal notícia, finalmente alguém decidiu encarar esse buraco e essa chatice de ser síndico de prédio.

Já relatei aqui alguns acontecimentos que me fizeram perceber que a atual síndica não parece ser uma pessoa bem intencionada, o que pra mim, constitui o maior defeito de qualquer ser humano. Seja burro, miserável ou qualquer outra coisa, mas não me venha com desonestidade pro meu lado. Isso me deixa muito triste e descrente com a civilização, descrente de que estejamos realmente caminhando pra algo melhor.

Pois bem, coincidentemente a síndica resolveu colar alguns papéis no elevador, divulgando uma provável diminuição nos custos do prédio, e consequentemente um decréscimo nas próximas taxas do condomínio. Ironicamente, o atual prefeito e candidato do governador tentou fazer o mesmo, meses antes da eleição. Começou a asfaltar diversas ruas pela cidade, numa suposta tentativa de “mostrar serviço”; algo que em seu horário político, após provavelmente ter sido questionado sobre o assunto, ele declarou que as obras só estavam acontecendo agora, por que somente agora é que o “o dinheiro entrou”, ou qualquer outra baboseira dessas.

A política tem mesmo suas particularidades, seja na eleição do prefeito ou em qualquer eleição de bairro, ou síndico, como venho notando ultimamente. Sinto que estamos tentando acabar com um coronelismo ou alguma espécie de ditadura. Só espero que o resultado não seja como aconteceu recentemente com a Venezuela, em que Chávez venceu mais uma vez, apesar da forte concorrência. Espero que meus vizinhos usem o bom senso e assim tenhamos um condomínio melhor, livre de autoritarismos e dos males causados pelo uso excessivo do poder.

Anúncios

2 comentários sobre “Eleições (do Síndico, do Prefeito e de Chávez)

  1. Quer conhecer um povo veja seus líderes. Os deputados, vereadores, senadores, presidentes, prefeitos, governadores nada mais são do que cidadãos brasileiros. A verdade é que 90% das pessoas que que reclamam fariam o mesmo se estivessem no lugar deles, não adianta. E se é pra usar o mesmo peso para todas as medidas, moralmente, nada diferencia o governante que desviou dinheiro das escolas do “cidadão” que sabia que o troco da padaria estava errado e levou cincão sem falar nada. Pro Brasil ser um país de primeiro mundo e rico não falta dinheiro, falta consciência social, e me desculpe o pessimismo, não acredito que veremos acontecer.

    1. Lembro bem dessa discussão e apesar de não concordar integralmente com seu ponto de vista, concordo que os políticos, além que qualquer outra coisa, são cidadãos e deveriam honrar aqueles que os colocam no poder.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s